Avançar para o conteúdo principal

Vestida Para Trabalhar

E porque o verão parece querer chegar e consequentemente a tendência para a "informalidade" no vestir, hoje irei abordar a questão de como nos devemos vestir para trabalhar.

O equilíbrio e o bom senso são fundamentais em todas as facetas das nossas vidas. No campo do protocolo e etiqueta não é diferente. No que diz respeito à nossa imagem, a falta de equilibrio pode colocar a perder excelentes oportunidades: A oportunidade de conseguir um bom emprego; a oportunidade de conseguir um excelente negócio; a oportunidade de conquistar novos clientes, entre outras.

Devemos, portanto, encontrar o equilíbrio nos tons, nos detalhes, nos complementos, na maquilhagem, no corte e cor do cabelo, no verniz das unhas e na escolha dos sapatos e das malas. Citando Giorgio Armani: " cores e detalhes são ruídos, a elegância é silenciosa."

Devemos nos vestir de acordo com a ocasião e com o objectivo que se quer atingir ao usar determinado traje. Adequação é a marca das pessoas elegantes. Pessoas elegantes sabem equacionar a sua imagem pessoal adequando-a ao seu tipo físico, à sua idade, à hora, ao local, ao tipo de companhia e à cultura da empresa onde trabalham.

Senhoras:
No mundo empresarial, salvo algumas excepções, não há muito espaço para ousadias. Qualquer exagero na sua aparência, pode ser "fatal". Convém não arriscar. Uma boa norma de elegância é vestir-se para ficar bonita e não para chamar a atenção.
É, portanto, proibido - num contexto empresarial - o uso de mini-saia; tops onde a barriga fica de fora, tops sensuais, transparências, saias com fendas pronunciadas e decotes audaciosos. O comprimento da saia deve ser próximo ao joelho. Atenção a piercings e tatuagens. Empresas onde o cargo exija o uso de farda poderão eventualmente recusar recrutar pessoas que tenham tatuagens visíveis, o que faz sentido, afinal mais do que em outra situação, ao vestirmos uma farda estamos visivelmente a representar a instituição que está inerente a essa farda.

Aqui ficam algumas "dicas" para ser elegante no trajar para trabalhar:

 - Bijuterias ou jóias devem ser discretas e de bom gosto
 - Não deve adoptar vestir-se toda de branco, a não ser que a profissão assim o exija.
 - O preto total, ao contrário do que se pensa, não emagrece. O ideal é acrescentar um detalhe de cor; um elemento claro.
 - Óculos escuros devem ser discretos. Retire-os para conversar com as pessoas.
 - Não abuse dos perfumes; de verão deverá optar por perfumes mais "frescos"; mais suaves . Um perfume deve sussurrar e não gritar!
- Blazer, tailleurs, e conjunto calça/casaco nas cores básicas.
- Sapatos de salto médio com meia. Tenha sempre um par extra na gaveta ou mala, pois se a meia desfiar, lá se vai a elegância!
- Pouca maquilhagem e discreta. Brilhos só à noite!
- Jamais saia de casa com o verniz das unhas descascado e raízes de cabelo descoloradas à mostra.

E porque o texto já vai longo, fico-me por aqui. Amanhã, ou brevemente quando me for oportuno, darem algumas "dicas" para os homens.

Sintam-se à vontade para colocar questões sobre este tema, ou outros, no âmbito do protocolo e da etiqueta. Terei todo o gosto em responder!

Até breve!

Comentários

Mensagens Populares

Etiqueta Social: Algumas regras básicas

A minha avó materna diz, do alto dos seus 94 anos, “ a educação nunca passa de moda”, e é  - numa singela homenagem a ela – que apresento algumas regras básicas de etiqueta social.
1-Apresentações: Sempre o menos importante se apresenta ou é apresentado para o mais importante, ie, o senhor para a senhora, o mais novo ao mais velho.
Como se determina a importância? Para determinar a importância, deve-se ter em consideração os seguintes factores: a)Idade b)Sexo c)Posição social d)Posição política e)Hierarquia As mulheres não se levantam. São cumprimentadas sentadas. No entanto, é gentil levantar-se para alguém mais velho ou para uma grávida, por isso, se for mulher, é simpático levantar-se para cumprimentar ou uma grávida ou uma senhora mais velha. Os homens levantam-se sempre, mesmo para cumprimentar outro homem. As apresentações devem ser sempre efectuadas com o nome e o sobrenome; não entenda isto como snobismo, mas sim como um ponto de referência importante. Claro que se for uma pessoa …

Como Atender o Telefone da Sua Empresa

Quantas vezes procurou uma empresa na internet, navega no seu site - extremamente apelativo, por sinal - fica completamente maravilhado com tudo o que a empresa tem para oferecer ao cliente, efectua o contacto telefónico e...decepção! Atendimento telefónico péssimo e sem receber o feedback pelo qual tanto aguardava. O telefone ainda é um instrumento de vendas e de networking muito importante, por isso, é necessário ter em consideração alguns factores quando atender ou efectuar uma chamada telefónica. Não esquecer também da qualidade do atendimento que deve dar igualmente às ligações internas, que comprometem também a comunicação e agilidade no andamento dos negócios da sua empresa. 
Seguem algumas orientações para um atendimento telefónico de excelência:  - Ao atender o telefone diga o nome da empresa,  saudação para as chamadas externas que esteja estipulada pela empresa, seguido do seu nome (ex: protocolo e etiqueta, boa-tarde, fala a Constança, em que lhe posso ser útil?).  - Acas…

Bandeiras: Parte I

De repente lembrei-me daquele episódio da Bandeira Nacional (Portugal) hasteada ao contrário (que também tem um significado, já lá vamos) e lembrei de publicar o texto que se segue sobre como colocar / hastear bandeiras.
Vamos, então, explicar qual o significado de uma bandeira hasteada ao contrário: significa que o lugar que essa bandeira representa está sendo invadido pelo inimigo e é um pedido de socorro aos seus aliados!
A bandeira é o símbolo representativo de um Estado soberano, ou país; de um município, de uma sociedade, de um clã, de um reino, de uma coroa; existem normas para hastear as bandeiras e há toda uma simbologia inerente às mesmas. Sem grandes delongas, irei tentar dar umas "dicas" práticas sobre como hastear as bandeiras.
No caso de Portugal, a lei que rege essas regras do desfraldar da bandeira é o Decreto-lei n.º 150/87 de 30 /3/1987.
Em Portugal e em território português essa lei estipula que a bandeira portuguesa "quando desfraldada com outras bandeir…